Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Artes

Notícia

12/06/2018-18h56

Udesc aprova alteração do projeto pedagógico do Mestrado em Música

 
Foto: Marina Simões
A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) aprovou na última reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), realizada em 7 de junho, a reforma e alteração do Projeto Pedagógico do curso de Mestrado em Música, do Programa de Pós-Graduação em Música (PPGMUS), por meio da Resolução nº 016/2018 - Consepe.

A reformulação do Projeto Pedagógico altera as áreas de concentração e linhas de pesquisa do programa, algumas regras de cunho pedagógico do percurso curricular e a estrutura curricular. As alterações entram em vigor a partir do próximo semestre.

Os estudantes aprovados no último processo seletivo, que iniciam as atividades em agosto de 2018, já ingressam na nova proposta. As linhas de pesquisa são definidas de acordo com o professor orientador, ou seja, o acadêmico pertencerá à mesma linha do orientador.

Os mestrandos da turma 2017 concluem o curso dentro da estrutura curricular antiga, mas poderão cursar disciplinas eletivas da nova proposta nos próximos semestres, que serão contabilizadas no cálculo de créditos para conclusão do curso. Em breve será disponibilizado no site do PPGMUS o ementário das novas disciplinas.

Áreas de concentração e linhas de pesquisa


Atualmente, o Programa está estruturado em três áreas de concentração e três linhas de pesquisa. Com a reforma, passa a ter uma única área de concentração e novas linhas de pesquisa.

Área de concentração: Música
A área de música integra trabalhos que se desenvolvem nos campos da educação musical, musicologia, teoria e análise, em suas interfaces com processos de criação e interpretação musical, valorizando esse perfil que se caracteriza pela articulação entre campos do conhecimento musical e entre a produção acadêmica e artística em música.

Linhas de Pesquisa
  • 1. Educação Musical: Investiga processos e práticas pedagógico-musicais, em suas diferentes dimensões, na educação básica, no ensino superior e em outros contextos socioculturais. Inclui pesquisas sobre a formação docente, práticas criativas, desafios educacionais na era digital, currículo, políticas educacionais, educação inclusiva e estudos transculturais. Professores da Linha: Regina Finck Schambeck, Sérgio Luiz Ferreira de Figueiredo, Teresa da Assunção Novo Mateiro e Viviane Beineke.
  • 2. Teoria e História: A linha abarca pesquisas de caráter histórico e teórico fundamentadas em documentação textual, musical e/ou sonora. Inclui a pesquisa histórico-musicológica a partir de acervos documentais e abordagens históricas e teóricas da música popular. Professores da Linha: Marcos Tadeu Holler, Márcia Ramos de Oliveira e Sérgio Paulo Ribeiro de Freitas.
  • 3. Processos Criativos: A linha de pesquisa focaliza estudos musicais nas interfaces entre processos analíticos, musicológicos, composicionais e de interpretação musical. Inclui pesquisas sobre poéticas musicais, investigação artística, performance, modelos teóricos, analíticos e abordagens etnomusicológicas em repertórios de diferentes contextos socioculturais. Professores da Linha: Acácio Tadeu de Camargo Piedade, Guilherme Antônio S. de Barros, Luigi Antonio Irlandini, Luiz Henrique Fiaminghi e Maria Bernardete Castelan Póvoas.
“Na reavaliação do projeto pedagógico optou-se por uma única área de concentração, tendência atual nos cursos da área, que privilegia a transversalidade entre as linhas de pesquisa. Nesta proposta, o curso passa a se estruturar em torno de três linhas de pesquisa, construídas a partir de estudos sobre as especificidades que caracterizam os projetos de pesquisa dos professores e professoras do corpo permanente do PPGMUS, buscando potencializar a produção de conhecimentos no Programa e a transversalidade entre as linhas”, afirma a coordenadora do programa, professora Viviane Beineke.

Percurso Curricular


Sinteticamente, a nova proposta exige os requisitos apresentados abaixo para a obtenção do grau de Mestre em Música:

  • 1. Cumprir 30 créditos em atividades de pesquisa e disciplinas do PPGMUS e, opcionalmente, de outros programas de pós-graduação afins às Linhas de Pesquisa do Programa, sendo: 
- 4 créditos cursados na disciplina obrigatória do programa, comum às três linhas de pesquisa: Pesquisa em Música;
- 4 créditos em disciplinas eletivas específicas da linha de pesquisa do estudante;
- 8 créditos cursados em disciplinas eletivas do programa, de livre escolha;
- 4 créditos cursados em Núcleo de Pesquisa I e II;
- 2 créditos cursados em Atividades Complementares;
- 2 créditos cursados na disciplina Estágio de Docência na Graduação;
- 6 créditos em Dissertação, com a aprovação da dissertação de mestrado.

  • 2. Ser aprovado em exame de qualificação
  • 3. Ter aprovada a dissertação de mestrado

 

Estrutura Curricular


Agora, o curso de Mestrado em Música será composto de uma disciplina obrigatória a todas as linhas de pesquisa, um elenco de disciplinas eletivas, atividades relacionadas ao ensino e à pesquisa e a redação da dissertação. Para a integralização do curso de Mestrado todos os alunos deverão cursar a disciplina obrigatória, disciplinas eletivas, além de cumprir as atividades de estágio docente, atividades de orientação, atividades complementares e dissertação.

O número mínimo de créditos a completar para a conclusão do curso de Mestrado é de 30 créditos, como detalhado na Resolução nº 016/2018 – Consepe e em breve disponibilizados na página do Programa.

"Merece destaque na nova proposta a incorporação à estrutura curricular do curso a participação dos mestrandos e mestrandas nos Núcleos de Pesquisa do PPGMUS. Em muitos casos, os estudantes já vinham participando destas atividades em anos anteriores, mas estas atividades não eram creditadas no histórico", comenta a professora Viviane Beineke, coordenadora do PPGMUS. Os Núcleos consistem em atividades regulares e sistemáticas de pesquisa, organizadas pelos docentes permanentes do programa, de acordo com o projeto de pesquisa de cada professor ou o grupo de pesquisa do qual ele participa.

Outra mudança é a possibilidade de serem computadas, no total de créditos exigidos no curso, produções bibliográficas e/ou artísticas desenvolvidas pelos estudantes, classificadas em extratos superiores da Capes (A1, A2 ou B1). Tais produções, creditadas como créditos especiais, deverão ser exercidas e comprovadas no período em que o aluno estiver regularmente matriculado no curso e somente serão consideradas quando o mestrando for o autor e o tema for pertinente ao projeto de dissertação.

Mais informações com o PPGMUS pelo e-mail ppgmus.udesc@gmail.com ou pelo telefone (48) 3664.8335.

Assessoria de Comunicação da Udesc Ceart
E-mail: comunicacao.ceart@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8350
galeria de downloads
galeria de imagens
 
ENDEREÇO
Av. Madre Benvenuta, 1907
Itacorubi, Florianópolis / SC
CEP: 88.035-901
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8300
E-mail: comunicacao.ceart@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h
          ©2016-UDESC