Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Ciências da Saúde e do Esporte

Notícia

25/04/2018-15h50

Estudantes recebem informações da Udesc sobre caso que envolve professor acusado de assédio

 
Acadêmicos fizeram perguntas para representantes da Reitoria e da Udesc Faed - Foto: Secom/Udesc
Representantes da Administração Central da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e do Centro de Ciências Humanas e da Educação (Faed) reuniram-se na segunda-feira, 23, com estudantes do Campus I, no Plenarinho da Reitoria, em Florianópolis, para conversar sobre os encaminhamentos do caso do docente da Udesc Faed acusado de assédio a acadêmicas.

Os estudantes solicitaram uma posição quanto ao caso e o compromisso da universidade com o cumprimento de ações para evitar novas ocorrências semelhantes.

Em 2 de abril, foi instaurada uma comissão de sindicância da universidade para apurar denúncias de assédio sobre um professor da Udesc Faed contra alunas do centro de ensino.

Em março, as denúncias começaram a ser recebidas pela Ouvidoria da Udesc e, desde então, são encaminhadas para análise da comissão, composta por três professores (todos diretores-gerais) e uma técnica universitária.

O grupo tem 30 dias para concluir o trabalho de ouvir cada parte envolvida, dando direito à ampla defesa, com possibilidade de prorrogação por mais 30 dias (confira as notas oficiais).

Na última sexta-feira, 20, a comissão solicitou o afastamento do professor por 60 dias, até que seja finalizada a investigação. A medida foi acatada pela Reitoria.

Agenda de medidas

Durante a conversa de segunda-feira com o reitor, Marcus Tomasi, o pró-reitor de Extensão, Cultura e Comunidade, Fábio Napoleão, a procuradora jurídica da Udesc, Juliana Michels, e a diretora-geral da Udesc Faed, Julice Dias, os estudantes solicitaram que a universidade cumpra uma agenda de medidas para evitar que novos casos de assédio ocorram na instituição e fizeram outros pedidos:

  • Ampliação do serviço de atendimento psicológico a estudantes em todos os centros de ensino;
  • Criação de comissão para elaboração de políticas para mulheres, pessoas LGBTTT e étnico-raciais, com representantes da comunidade acadêmica e dos coletivos, além da elaboração de código de ética na Udesc;
  • Criação de campanhas de apoio às vítimas de assédio moral e sexual em ambiente acadêmico;
  • Promover discussões e campanhas sobre burnout, esgotamento, depressão, ansiedade e outras questões psicoatípicas para toda a comunidade acadêmica;
  • Promover campanha sobre maternidade dentro da universidade;
O pró-reitor Fábio Napoleão reiterou que há iniciativas em andamento que visam pautar, com urgência, a questão do assédio na universidade.

Para isso, designou profissionais do Setor de Assistência Estudantil (SAE) – psicólogo educacional e assistente social – para compor, com a coodenação pedagógica da Udesc Faed, uma comissão que seja aberta à representação estudantil e destinada à abordagem psicossocial e pedagógico do caso, sobretudo no que se refere à atenção às estudantes.

Segundo Napoleão, a criação de protocolo sobre assédio, o apoio psicológico individual e coletivo, o atendimento social e a proposição de campanha sobre assédio na universidade são algumas das iniciativas que já estão sendo articuladas.

Para o reitor, Marcus Tomasi, a universidade está tomando todas as medidas cabíveis quanto ao caso do professor da Udesc Faed, dentro das prerrogativas legais. "Estamos agindo dentro da maior retidão possível", afirma, reiterando que se compromete com os estudantes no cumprimento das solicitações apresentadas.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Acadêmicos fizeram perguntas para representantes da Reitoria e da Udesc Faed
  • Imagem 4
 
ENDEREÇO
Rua Pascoal Simone, 358 - Coqueiros - Florianópolis - SC
CEP: 88080-350
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8600
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h