Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Ciências da Saúde e do Esporte

Notícia

05/06/2017-12h05

Estudo de acadêmicos de Enfermagem da Udesc Oeste alerta sobre pé diabético no meio rural

 
Artigo elaborado por acadêmicos do curso de Enfermagem do Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), alerta para o surgimento do pé diabético no meio rural, uma complicação que pode ocorrer em agricultores portadores de diabetes do tipo I e II com dificuldade de cicatrização.

O trabalho das alunas Aline Maffissoni, Anelise de Matos Silveira e Michele Cristina Guarnieri, e dos acadêmicos Lucas Soares dos Santos e Robson Lovison, com orientação das professoras Marta Kolhs e Carla Argenta, da Udesc Oeste,  foi publicado na edição 193 do caderno Sul Brasil Rural, encartado no jornal Sul Brasil, editado em Chapecó e com circulação em municípios da Região Oeste.

A publicação foi organizada pelo professor Diogo Luiz de Alcântara Lopes e contou com a colaboração dos docentes Antonio Waldimir Leopoldino da Silva e Rogério Ferreira, da Udesc Oeste.

Prevenção e cuidado

Segundo o estudo, o pé diabético surge devido ao descontrole da glicose (açúcar no sangue) que dificulta a circulação de sangue nos pés, o que contribui para a dificuldade de cicatrização de possíveis arranhões ou machucados. “No meio rural, a população fica mais exposta ao risco de se machucar devido às atividades diárias realizadas no campo com os animais”, afirmam os estudantes.

Outro fator que pode influenciar no aparecimento de machucados e feridas nos pés do diabético é o uso de sapatos maior ou menor que o pé, que pode causar bolhas ou lesões nos dedos e em áreas com ossos aparentes. Também o uso de chinelos pode aumentar o risco de lesões devido à exposição, aponta o estudo.

Exame dos pés

Os acadêmicos de Enfermagem da Udesc Oeste recomendam:

- Observar os pés diariamente, inclusive entre os dedos, buscando a presença de alterações como vermelhidão, inchaço, cortes ou secura;
- Examine seus pés: se for necessário peça ajuda a um familiar ou use um espelho;
- Manter os pés sempre limpos, cuidado ao andar descalço em pedras, asfalto, rios;
- Observe possíveis mudanças da coloração da pele, aparecimento de frieiras, calos, feridas, escamação e inchaço;
- Busque ajuda na Unidade de Saúde se observar tais alterações

Proteção

- Após lavar os pés use um hidratante, mas não aplique entre os dedos;
- Se proteger de picadas de insetos com o uso de repelentes;
- Usar calçados confortáveis e firmes, evitar os sapatos apertados;
- Sempre olhar o interior do calçado antes de usá-lo para observar se não há pedra ou algum objeto que possa machucar o pé;
- Sapatos novos devem ser usados aos poucos, nos primeiros dias apenas em casa em no máximo duas horas;
- Cortar as unhas com cuidado, utilizando instrumentos limpos, e não retirar a cutícula;
- Não deixar os pés de molho na água, bolsa ou compressas, seja ela quente ou fria;
- Usar meias sem costuras, de preferência tecidos de algodão ou lã..

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8006/8010
galeria de downloads
galeria de imagens
 
ENDEREÇO
Rua Pascoal Simone, 358 - Coqueiros - Florianópolis - SC
CEP: 88080-350
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8600
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h