Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Ciências da Saúde e do Esporte

Notícia

23/05/2022-15h56

Pesquisa online da Udesc Cefid busca avaliar interferência da cólica menstrual na rotina

 
Trabalho da universidade busca avaliar interferência de sintomas nas atividades das mulheres - Foto: Pexels
Mulheres entre 14 e 42 anos que tiveram sintomas de cólica menstrual nos últimos três meses podem contribuir para uma pesquisa online realizada com participação do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Acesse o formulário para responder

Feito em parceria entre os programas de pós-graduação em Fisioterapia da Udesc Cefid e da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), o trabalho visa traduzir e validar a escala de interferência de sintomas de dismenorreia (do inglês Dysmenorrhea Symptom Interference Scale). Dismenorreia é o termo científico para cólica menstrual.

Conforme os pesquisadores, "o questionário será a primeira escala sobre dismenorreia validada no Brasil e tem como objetivo verificar o quanto os sintomas interferem nas atividades físicas, sociais e mentais".

Equipe de pesquisa

Pela Udesc Cefid, as responsáveis pela pesquisa são a mestranda Sara Giovanna de Melo Mantovan dos Santos, orientada pela professora Soraia Cristina Tonon da Luz e coorientada pela professora Thuane Huyer da Roza.

A equipe da Ufscar é composta pelo doutorando Guilherme Tavares, orientado pela professora Mariana Avila e coorientado pela professora Patrícia Driusso.

Sobre a cólica

A dismenorreia pode ser classificada como primária, quando não há nenhuma associação entre a cólica menstrual e alguma patologia pélvica, ou secundária, quando a cólica menstrual está relacionada a uma patologia como endometriose, adenomiose, mioma etc.

A dor ocorre principalmente em baixo ventre e pode se irradiar para as coxas e coluna lombar, bem como ser acompanhada por outros sintomas como enjoo, dor de cabeça, diarreia e fadiga.

Em decorrência disso, mulheres com cólica menstrual costumam apresentar dificuldade de concentração, para completar tarefas e realizar atividades cotidianas, além de mudança de humor, entre outros.

"Apesar da dismenorreia ainda ser relativamente subestudada e mal gerenciada, ela é uma das principais causas de absenteísmo escolar e no trabalho, gerando grandes prejuízos, com impactos emocionais, psicológicos e funcionais para que as mulheres que possuem, além da perda de produtividade que causa um grande impacto econômico, tornando-se um problema de saúde pública", alertam as pesquisadoras. 

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8009  
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Trabalho busca avaliar interferência de sintomas nas atividades
 
ENDEREÇO
Rua Pascoal Simone, 358 - Coqueiros - Florianópolis - SC
CEP: 88080-350
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8600
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h