Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí

Notícia

03/09/2019-17h04

Udesc Balneário Camboriú dialoga sobre passagem de indígenas com instituições

 
Universidade realizou reunião sobre tema na semana passada, no Bairro Nova Esperança - Foto: Divulgação
O Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí (Cesfi), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), vem buscando o diálogo com instituições municipais, estaduais e federais para definir uma solução em Balneário Camboriú que encontre um local para a passagem de indígenas Kaingang durante as temporadas de verão.

A Udesc Balneário Camboriú tem acompanhado o caso com bastante atenção. Além das questões sociais envolvidas, um novo local para os indígenas se tornou meta prioritária para a próxima temporada.

Nos últimos cinco verões, a área da universidade no Bairro Nova Esperança serviu de ponto de passagem para indígenas Kaingang do Rio Grande do Sul e do Paraná que comercializam artesanato no município.

Neste ano, a Udesc Balneário Camboriú cercará o terreno da unidade devido às necessidades diárias de preservação ambiental e segurança em geral para a comunidade acadêmica. Além disso, tornou-se necessário promover o diálogo com indígenas e os órgãos públicos para atender a passagem durante a temporada de verão.

Reuniões

Uma reunião sobre o tema foi promovida pela universidade na última quarta-feira, 28, e contou com a participação de líderes indígenas Kaingang de Iraí (RS).

O diretor-geral da Udesc Balneário Camboriú, José Carlos de Souza, o diretor de Extensão, Danilo Melo, e o subprocurador Celso Polimeno também conversaram com integrantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Ministério Público Federal (MPF), da Associação Comunitária dos Moradores do Bairro Nova Esperança, da prefeitura e da câmara municipal.

"Nosso centro se comprometeu a fazer o diálogo com todos e acompanhar todas as ações", afirma o diretor-geral, José Carlos.

"Destacamos a importância do diálogo, a necessidade de construção de caminhos e soluções no curto e longo prazos e o papel da universidade enquanto espaço de produção e difusão de conhecimento, interlocutor e mediador para questões-chave para o desenvolvimento", destaca o diretor de Extensão, Danilo Melo.

A Prefeitura de Balneário Camboriú garantiu que encontrará outro terreno e está analisando uma área no Bairro Barra. Após a reunião do dia 28, os líderes indígenas e representantes do MPF e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Inclusão conheceram esse terreno.

Além da disponibilização de local para alojamento, com cessão para acampamento e estrutura de energia elétrica e saneamento, a universidade reforça a necessidade de haver diálogo sobre os espaços de comercialização do artesanato.

Em 18 de setembro, às 9h, a Udesc Balneário Camboriú receberá mais uma reunião com as partes envolvidas no caso para tratar do andamento dos trabalhos. 

O curso de Administração Pública também está articulando a realização de palestra em 17 de setembro com os líderes indígenas e a Funai para destacar a importância de políticas públicas específicas, que levem em conta as particularidades culturais.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Imagem 2
 
ENDEREÇO
Avenida Lourival Cesario Pereira, s/n
Edificio Alcides Abreu - Nova Esperança - Balneário Camboriú
CEP: 88336-275
CONTATO
Telefone: (47) 3398-6484
E-mail: comunicacao.cesfi@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h
          ©2016-UDESC