Please enable JavaScript to view the page content.
Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Notícia

05/12/2019-16h14

Udesc Esag, Governo de SC e sociedade civil participam na Dinamarca de programa sobre integridade

 
Professora Paula Schommer (dir) representa a Udesc Esag nas etapas do programa em Brasília (foto) e Copenhagen (Dinamarca) -  Foto: Yuri Alvetti/Transparência Internacional
Representantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), do governo catarinense e da sociedade civil participam desde segunda-feira, 2, em Copenhagen (Dinamarca) de etapa do Programa Integridade nos Estados, que vai até dia 13. Lançada em 27 de novembro, em Brasília, a primeira edição envolve sete estados do Brasil e terá duração de 18 meses.

O objetivo é promover a integridade na gestão pública nos estados brasileiros, articulando órgãos e ações relacionadas a transparência, governo aberto e combate à corrupção. A ação envolverá os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e seus órgãos de controle, além de organizações da sociedade civil, setor privado, mídia e universidades.

A iniciativa é promovida pela Transparência Internacional, em cooperação com as embaixadas da Dinamarca e do Canadá no Brasil e com a Fundação Lemann. Além de Santa Catarina, participam representantes de Rondônia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

Santa Catarina

A professora Paula Schommer, do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) da Udesc, está em Copanhagen. Ela é líder do grupo de pesquisa Politeia, com foco na coprodução do bem público, accountability (prestação de contas) e gestão. Camila Pagani, doutoranda em Administração na Udesc Esag, esteve na etapa em Brasília, em novembro.

Além da pesquisadora da Udesc, Santa Catarina é representada no evento na Dinamarca pela secretária estadual de integridade e governança, Naiara Augusto, pelo auditor interno da Controladoria Geral do Estado (CGE) Rodrigo Stigger Dutra, e por Glauber Recco, integrante do Observatório Social do Brasil em Santa Catarina.

Para a professora Paula Schommer, o programa vem em momento oportuno. “Ele permite articular conhecimentos e práticas em áreas nas quais pesquisadores, gestores públicos e cidadãos têm se dedicado em Santa Catarina, buscando aprimorar a administração pública e seus resultados”, explica. O grupo de pesquisa Politeia, da Udesc Esag, participa desse esforço.

De acordo com a pesquisadora, “a integração de diversas iniciativas existentes e a elaboração de novas estratégias, em temas como transparência, participação cidadã, controle social e institucional, dados abertos, compras abertas, combate à corrupção e accountability, pode contribuir para avanços relevantes no estado”.

Programa

A escolha dos estados participantes considerou o compromisso da alta liderança de órgãos públicos. Também se levou em conta a diversidade regional (ao menos um estado de cada região), política (estados governados por diferentes partidos) e institucional (presença de vários órgãos públicos e organizações da sociedade civil em iniciativas ligadas à integridade).

Na primeira etapa do programa, é feito um diagnóstico das práticas e desafios atuais relacionados ao tema. A partir desse diagnóstico, cada estado deverá estabelecer um programa e um pacto estaduais de integridade, além de formar uma rede de especialistas e comitês gestores. Haverá então monitoramento das ações e um catálogo de boas práticas.

Em 27 de novembro, na Embaixada da Dinamarca em Brasília, a coordenação e parceiros do programa reuniram-se com representantes dos sete estados participantes para o lançamento e o encontro preparatório. Houve troca de experiências e um primeiro mapeamento dos principais desafios que serão enfrentados na elaboração dos planos estaduais de integridade.

Treinamento

As atividades desta e da próxima semana em Copenhagen incluem um curso sobre Transparência e Governança, em que os participantes têm aulas com especialistas, pesquisadores e gestores na área. Também estão previstas visitas a órgãos públicos nacionais e locais da Dinamarca, além de oficinas para elaboração de planos de integridade.

Ao retornarem ao Brasil, os grupos em cada estado seguirão trabalhando na elaboração dos planos estaduais de integridade, em conjunto com diversos órgãos públicos e sociedade civil local, em comitês estaduais. O lançamento do Pacto Estadual de Integridade está previsto para o primeiro semestre de 2020.

Saiba mais sobre o encontro no perfil da Transparência Internacional - Brasil no Twitter.

Assessoria de Comunicação da Udesc Esag
Jornalista Carlito Costa
E-mail: comunicacao.esag@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8281
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Professora Paula Schommer (dir) em atividade do Programa Integridade nos Estados, em Brasília
  • Participantes do programa em Copenhagen (Dinamarca)
notícias relacionadas
 
ENDEREÇO
Av. Madre Benvenuta, 2007
Itacorubi, Florianópolis / SC
CEP: 88.035-901
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8000
E-mail: comunicacao@udesc.br
Horário de atendimento: 13h às 19h