Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Centro de Ciências da Saúde e do Esporte

Notícia

23/11/2018-14h32

Pesquisa da Udesc relaciona incidência de lesão em mulher ao ciclo menstrual

 
Fase que antecede menstruação é a mais propensa a lesões devido a nível maior de hormônios - Foto: Div.

Sob o título "Análise cinemática e cinética em atividades funcionais durante fases do ciclo menstrual", a dissertação da pesquisadora Larissa Milani Brognoli Sinhorim, no Mestrado em Fisioterapia da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), aponta para variações biomecânicas durante o ciclo menstrual.

Com orientação do professor Gilmar Moraes Santos, do Centro de Ciências de Saúde e Esporte (Cefid), Larissa, que também é docente da unidade, utilizou cálculos, questionários e avaliação biomecânica para avaliar o estado geral do organismo feminino no ciclo menstrual.

Foram avaliadas 30 mulheres assintomáticas, que formaram dois grupos: 15 não usuárias de contraceptivo oral por, no mínimo, seis meses; e 15 usuárias de contraceptivo oral, independentemente da composição hormonal. Houve análises nas duas fases do ciclo menstrual: fase folicular e fase lútea.

"Elas passaram por avaliação biomecânica por meio do sistema de análise tridimensional da marcha humana. Também foram utilizados instrumentos para verificar como a mulher pisa no chão e distribui seu peso enquanto caminha", explica Santos.

Fase mais propensa

De acordo com o orientador da pesquisa da Udesc Cefid, essa variação mensal afeta o aspecto emocional e físico da mulher. "A fase mais sugestiva a lesões é a que antecede a menstruação, em decorrência dos hormônios que agem no corpo feminino e têm níveis mais elevados nesse período."

Dependendo do período em que a mulher se encontra, é preciso tomar mais cuidados com as atividades físicas. "Cerca de uma semana antes de menstruar, é comum que haja retenção hídrica e aumento de peso, fatores que podem desencadear lesões", comenta o professor.

Santos destaca que a pesquisa foi baseada na real necessidade de fisioterapeutas e todos os integrantes da área da saúde olhar a mulher com mais atenção, "já que disfunções descritas como de difícil tratamento ou de caráter crônico possuem relação direta com oscilações hormonais".

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010

galeria de downloads
galeria de imagens
  • Imagem 2
 
ENDEREÇO
Rua Pascoal Simone, 358 - Coqueiros - Florianópolis - SC
CEP: 88080-350
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8600
E-mail: comunicacao.cefid@udesc.br
Horário de atendimento:  07h às 19h