Please enable JavaScript to view the page content.
Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Notícia

07/04/2021-11h29

Estudos da Udesc Cefid avaliam impacto da pandemia na prática de exercícios físicos

 
Pesquisa avaliou mudança de comportamento no exercício físico durante a pandemia - Foto: Freepik
A professora Anelise Sonza, do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), publicou dois estudos sobre o impacto da pandemia de Covid-19 nos hábitos de vida de populações de diferentes países.

O estudo "O lockdown da Covid-19 e a mudança de comportamento no exercício físico, dor e bem-estar psicológico: um estudo multicêntrico internacional" é resultado de uma pesquisa realizada no Brasil e em cinco países europeus: Itália, França, Portugal, Espanha e Alemanha.

O artigo foi publicado no Jornal Internacional de Pesquisa Ambiental e Saúde Pública. Acesse o artigo.

Já o estudo "Brasil antes e durante a pandemia de Covid-19: impactos na prática e hábitos de exercícios físicos" foi publicado pela Revista Acta Biomédica Parma. Acesse o artigo

Os dois trabalhos foram desenvolvidos em parceria com outros dez pesquisadores. Juntamente com os professores Mário Bernardo-Filhos e Danúbia da Cunha de Sá-Caputo, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Anelise atuou na coordenação da pesquisa, que investigou a prática de exercício físico, saúde mental e presença de dor antes e durante a pandemia da Covid-19.

Questionário

Os trabalhos utilizaram um questionário específico sobre a prática de exercício físico antes e durante o isolamento social, desenvolvido pela professora, em parceria com pesquisadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade de Franca (SP).

O questionário também foi tema de um artigo publicado pela Revista Acta Biomédica Parma em setembro do ano passado. Acesse o artigo.

Resultados alarmantes

A pesquisadora destaca que os estudos apontam "resultados alarmantes para a população em geral acima dos 18 anos".

Na pesquisa aplicada em seis países, as conclusões apontaram que a pandemia mudou a prática e os hábitos de exercícios físicos, bem como o bem-estar psicológico das populações, de diferentes maneiras. O estudo sugere estratégias de saúde pública para evitar o sedentarismo e a queda da qualidade de vida.

Brasil

Já na pesquisa aplicada no Brasil, que buscou abranger todas as macrorregiões do País, com suas disparidades sociais e econômicas, o estudo concluiu que a pandemia teve grande influência na frequência, duração, motivação e período de exercícios.

Os pesquisadores destacam que os resultados podem ser usados para criar medidas, como programas de exercícios em domicílio, para evitar os danos de comportamentos sedentários e impactos na saúde mental durante e após a pandemia.

Mais informações

Na Udesc Cefid, Anelise Sonza é docente do Departamento de Fisioterapia e dos programas de pós-graduação em Ciências do Movimento Humano e em Fisioterapia.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail anelise.sonza@udesc.br.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Pesquisa avaliou mudança de comportamento no exercício físico durante a pandemia
 
ENDEREÇO
Av. Madre Benvenuta, 2007
Itacorubi, Florianópolis / SC
CEP: 88.035-901
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8000
E-mail: comunicacao@udesc.br
Horário de atendimento: 13h às 19h