Please enable JavaScript to view the page content.
Logo da Universidade do Estado de Santa Catarina

Notícia

19/02/2021-14h24

Udesc oferece telefisioterapia e orientações para pessoas com amputação e profissionais

 
Site tem serviços e conteúdos gratuitos - Foto: Pexels
O projeto de extensão Reabilitação Multidisciplinar em Amputados (Ramp), do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), oferece diversos conteúdos e serviços, incluindo telefisioterapia, para pessoas com amputações e profissionais que atuam junto a esse público.

Totalmente gratuitos, os conteúdos e serviços podem ser acessados por meio do site do projeto.

A telefisioterapia inclui exercícios semanais personalizados para o paciente e monitoramento remoto das atividades, além de acesso a diversas cartilhas sobre temas como dor e sensação fantasma, enfaixamento de coto, cuidados com o coto e dessensibilização, transferência de postura e alongamentos.

Para participar, basta acessar o site e preencher dois questionários com informações que auxiliam a equipe do projeto a definir as orientações para cada paciente.

Equipe

O atendimento a distância é feito por uma equipe de 12 pessoas, dentre professores da Udesc Cefid e de instituições parceiras e estudantes de graduação e de pós-graduação da universidade estadual.

A iniciativa é comandada pelas professoras Soraia Cristina Tonon da Luz (coordenadora do Ramp) e Gesilani Júlia da Silva Honório, do Departamento de Fisioterapia da Udesc Cefid, e pela fisioterapeuta Juliana Barcelos de Souza, que é especialista em dor crônica e dor fantasma.

Orientação na pandemia

Segundo a equipe, o site tem como objetivo maior orientar o paciente amputado durante o período da pandemia.

"Sabemos que o isolamento afeta nossos hábitos de vida e nossa saúde física e mental, pois a mudança de rotina e as consequências econômicas e sociais causam ansiedade e estresse. O sedentarismo e a falta de exercícios afetam a todos e as consequências da inatividade para pessoas que sofreram uma amputação podem ser ainda mais graves devido ao enfraquecimento da musculatura, sejam usuárias de prótese ou não", afirmam as pesquisadoras.

Os conteúdos disponíveis no site foram elaborados pela equipe do Ramp e podem ser acessados em português e espanhol, na forma de cartilhas, textos, infográficos, vídeos e descrições em áudio, entre outros.

Parte dos materiais foi produzida com apoio do programa de extensão DesignAção, do Centro de Artes (Ceart), sob coordenação da professora Gabriela Mager.  

Inovação

Para Soraia, o projeto está inovando na atenção à saúde da pessoa amputada ao ofertar a telefisioterapia em diferentes fases da reabilitação, gratuitamente, durante as restrições impostas pela pandemia .

A professora destaca que as informações do site podem ser úteis tanto para pessoas com amputações quanto para profissionais e estudantes que atuam junto a esses públicos; e que a plataforma, sendo online, está disponível aos interessados em qualquer região e país.

"Buscamos construir uma ferramenta que sirva e leve assistência aos pacientes e àqueles que prestam apoio na reabilitação dessas pessoas", afirma Soraia, que coordena a iniciativa como parte de um projeto de pesquisa relacionado ao seu pós-doutorado.

Parcerias

A elaboração da proposta teve participação de diversos parceiros e incluiu reuniões com as secretarias de Saúde de Florianópolis e de São José e com a Secretaria de Estado da Saúde, entre outras organizações relacionadas à área.

O lançamento do site, em novembro do ano passado, foi marcado por uma série de lives sobre reabilitação de pessoas amputadas, com especialistas convidados, transmitidas pelo Instagram.  

Sobre o projeto

Vinculado ao programa de extensão Reabilitar e Integrar, o projeto Ramp desenvolve atividades no Hospital Regional de São José, no Instituto de Cardiologia de SC e em dois locais da Udesc Cefid: o Laboratório de Biomecânica e a Clínica Escola de Fisioterapia.

Os atendimentos presenciais estão suspensos desde o início da pandemia de Covid-19 e o site foi desenvolvido para viabilizar a realização das atividades a distância, além de servir de apoio à fisioterapia presencial, quando esta for retomada. Entre os recursos da plataforma, está a possibilidade de encaminhar pacientes para reabilitação por meio digital.

Mais informações

O Ramp também divulga conteúdos pelo Instagram. Assista ao vídeo sobre o projeto.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail rampudesc@gmail.com.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010
galeria de downloads
galeria de imagens
  • Site tem serviços e conteúdos gratuitos
 
ENDEREÇO
Av. Madre Benvenuta, 2007
Itacorubi, Florianópolis / SC
CEP: 88.035-901
CONTATO
Telefone: (48) 3664-8000
E-mail: comunicacao@udesc.br
Horário de atendimento: 13h às 19h